A primeira batalha foi vencida em algumas cidades, que venham as outras.

  Nas 2 últimas semanas, protestos pacíficos tomaram conta de capitais, regiões metropolitanas e até mesmo em cidades do interior pelo Brasil. O movimento Passe Livre, movimento sem pretensões políticas teve como foco inicial o aumento da tarifa no transporte público, os R$0,20 virou um simbolo para o início dos protestos que abrangem muito mais do que apenas o valor, mas sim um movimento que luta por valores e que cobra uma posição dos governantes sobre as mazelas que afligem o povo brasileiro.
  O ato contra aumento da tarifa no transporte público foi vitorioso, sobre tudo em 2 importantes capitais, São Paulo e Rio de Janeiro. Isso provou que o povo unido pode mudar um país, que o conformismo pode ser rompido e nos fazem descobrir quem são nossos governantes e as ordens que dão as corporações que devem proteger o cidadão e o direito ao protesto, não generalizo, existem homens de bem (grande maioria) que estão ao lado do povo, aliás o policial sofre tanto quanto a população, afinal fazem parte dela, e bem que mais policias poderiam revogar ordens e juntar-se ao movimento ou ao menos agirem de forma honesta e sem uso da força física.
  Esperamos que o movimento não diminua em razão desta primeira vitória, que os próximos atos provoquem a não aprovação da PEC 37 que inutiliza o poder de investigação do Ministério Público, a saída de Renan Calheiros da presidência do Congresso Nacional, investigação sobre os valores gastos nas obras da Copa pelo Ministério Público Federal e Polícia Federal, seguida das devidas punições aos que desviaram verbas e superfaturaram obras que em muitos casos não ficarão prontas para o evento por tais motivos, criação de uma lei que torne corrupção crime hediondo e fim do for privilegiado que afronta o Artigo 5º da Constituição http://www.culturabrasil.pro.br/artigo5.htm. Essas diretrizes foram vinculadas em um vídeo do grupo Annonymous Brasil https://www.youtube.com/watch?v=M6ldi_lbkIM, são diretrizes de interesse comum da população brasileira e não existe cunho político ou religioso, mas apenas vocação moral de interesse de todos brasileiros.
  O movimento apenas começou, ano que vem temos eleições Federais e Estaduais, uma forma de protestar é não reeleger nenhum candidato, não eleger familiares de candidatos, não protestar de forma babaca votando em candidatos engraçados, pesquisar o passado e se o candidato possui algo que lhe manche o caráter e por fim evitar o voto branco ou nulo e não votar em partido, sim em pessoas, o nosso maior poder está não apenas nas ruas, mas também vai às urnas.  

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas