Dia do meio ambiente, o que temos a comemorar?

  Hoje foi um dia marcado por ações de cidadania ligadas ao meio ambiente, de compartilhamentos de imagens com frases manjadas sobre a importância do meio em que vivemos, mas será que temos o que comemorar nesta data ao mesmo tempo necessária e hipócrita. Esta é uma dúvida, sobretudo em nosso país. O brasileiro é um dos povos que mais negligenciam o que acontece a sua volta, um povo que pensa de forma individualista e por final uma população que usa a hipocrisia como palavra de ordem, afinal coisa mais fácil é andar de ônibus em São Paulo e ver as pessoas jogar lixo pelas janelas estando a poucos metros da lixeira fixada junto a porta dos coletivos.
  Comemorar, vamos comemorar o desmatamento da amazônia e votar nos mesmos candidatos que votaram contra o código florestal, vamos votar no candidato daquele partido que vêm a mais de 2 décadas prometendo a despoluição do Rio Tietê e por final votaremos nos partidos que pouco fazem pelo transporte público de massas e de boa qualidade, afinal a maior cidade do país constrói 1 Km de metrô por ano na administração tucana. Bom mas o que teria a ver o meio ambiente com o transporte público, basicamente tudo, ambas questões se entrelaçam, um estudo recente mostrou que na cidade de São Paulo o deslocamento individual em um automóvel é mais eficiente do que o transporte público, que é caro e ineficiente, infelizmente a matéria foi retirada sem razão aparente do site da Quatro Rodas.
  Um transporte eficiente teria um impacto muito melhor no trânsito do que o porco rodizio inconstitucional de São Paulo. Fato comprovado é que impedir a circulação de veículos de determinada placa a cada dia da semana não tem mais eficiência, serve apenas para engordar os cofres públicos, uma vez que sendo municipal, o rodizio multa placas de fora, sendo assim inconstitucional, pois não existe sinalização anterior ao "centro expandido" dizendo quem não pode rodar no dia e a partir de qual ponto. Após explicar o rodizio vamos ao que interessa, uma pesquisa feita pela ONG Rede Nossa São Paulo no ano de 2011, revelou que 82% dos paulistanos deixariam o carro na garagem se o transporte público fosse melhor.
  O metrô de São Paulo, conta com apenas 75 Km de linhas, em quase toda totalidade o sistema metroviário atinge a região central e bairros nobres, com suas exceções  mas sempre tendo essas regiões como destino. O sistema de trens suburbanos conta com 6 linhas com extensão total de 260 Km. O transporte sobre trilhos em São Paulo é eficiente, mas carece de melhorias e ampliação, afinal as frequentes panes acabaram com a credibilidade do sistema e a modernização da linha ferroviária anda à passos curtos. No outro extremo temos os ônibus, que muitas vezes principalmente na região metropolitana disputa espaço com os carros e assim como na periferia paulistana tem seus horários completamente descumpridos, além de andarem quase sempre em lotação acima da máxima, enquanto paga-se caro por um serviço completamente ineficiente, Osasco por exemplo, cresceu muito, mas mantêm praticamente o mesmo número de linhas de 40 anos atrás, apenas ampliando o trajeto e a lotação.
  Como não bastasse o caos no transporte, alguém tem reparado a fumaça que sai do escapamento de alguns ônibus, como comemorar dia do meio ambiente se nem mesmo algo ligado diretamente a melhoria do mesmo que é o transporte público o respeita, mas um furo no escapamento causado pela gasolina de péssima qualidade e que poluí muito mais do que a gasolina de verdade vendida em outros mercados nos rendem uma bela multa e a impossibilidade de rodar com o veículo até que seja regularizado. Mas o mais incomodo ainda é ver as pessoas jogando lixo pelas ruas e depois agindo com falso moralismo pelo Facebook ou mesmo reclamando da limpeza urbana, afinal os bueiros se entopem sozinhos. O que custa guardar na mochila um papel de bala, uma garrafa plástica ou qualquer outro material que chamamos de lixo mesmo sem ser lixo.
  Hoje grandes redes de hipermercados oferecem pontos de coleta de materiais recicláveis, mas a coisa mais rara é ver alguém utilizando os postos e os poucos que o fazem são constrangidos por usuários que riem da situação, afinal quem quer levar lixo no próprio carro, o caminhão recolhe o lixo mesmo 3 vezes na semana, mas as pessoas recusam o fato de que plástico, metal, papel e vidro não é lixo, mas que tudo aquilo pode voltar como outro objeto ao ser reciclado. É como aquele fato da pessoa que joga resto de comida no mato e vive dizendo que a infestação de ratos no bairro é culpa da prefeitura. Neste dia do meio ambiente devemos não apenas compartilhar fotos e frases, mas sim repensar nossas ações, o que está ao nosso alcance e o que corresponde ao poder público, afinal somos nós que escolhemos quem irá nos representar e pensar no meio ambiente faz parte do convívio saudável em qualquer sociedade, sem ser mais um "eco-chato", faça apenas a sua parte mude pequenos hábitos.

Comentários

  1. meu anjo, tu é meu ídolo, mais que demais!! Orgulhão

    ResponderExcluir
  2. (8) Vamos celebrar a estupidez humana (8)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas