Brasil um ano após as manifestações.

 
http://noticias.uol.com.br/
  Estamos hoje em meio a uma Copa do Mundo em nosso país, o clima festeiro que tomou a esmagadora maioria dos brasileiros, porém a um ano atrás o clima era outro, protestos tomaram as ruas do país, protestos pacíficos e que atingiram seu objetivo parcialmente, as passagens de ônibus não aumentaram em muitas cidades e foi reduzida e outras onde já havia entrado em prática o aumento, diziam até mesmo que o o gigante havia acordado e de fato foi mesmo um mês onde as coisas saíram da normalidade e formalidade. Por motivos de saúde acompanhei tudo pelos principais meios de comunicação, vibrei quando as manifestações chegaram à minha cidade e recebi telefonemas e mensagens de amigos que estavam ali exercendo o direito de ser cidadão e reivindicar seus direitos e reclamar contra atitudes governamentais, afinal nós mandamos no governo e não o contrário como tem acontecido recentemente. Escrevi na época aqui neste blog, o que senti, o que desejei e, meus medos sobre o resfriamento após a batalha ganha e, infelizmente foi o que se concretizou, nosso povo que havia enfim formado uma nação de vencedores, retornou a deitar eternamente em berço esplendido e ficou ali observando o impávido colosso de nossa terra amada, mas o motivo não foi outro a não ser a falta de foco.
  Ao mesmo momento que aumentava o número de participantes violentos, de cunho político ou não, quem sabe, diminuía o número de pessoas antes não politizadas nos movimentos, pois junto aumentou a repressão contra os manifestantes e, não havia nada definido sobre as novas lutas, minorias sociais revindicavam seus direitos, não sou contra, muito pelo contrário, mas como existe ainda uma deficiência de serviços básicos, salários abusivos nos poderes administrativo, judiciário e legislativo, escândalos que assolam os governos atuais, sim muitos estados contam com seus escândalos omitidos pela imprensa local, ministérios que são verdadeiros cabides de emprego e um número inexplicável de parlamentares. O foco deveria ser pelo início imediato de uma reforma política, e posteriormente um referendo onde o povo tivesse o poder de votar nas propostas ali apresentas e emfim criar um país mais justo politicamente, afinal política não deve ser tratada como emprego e sim como algo voluntário, assim como em muitos países do mundo, onde parlamentares exercem sua profissão ao mesmo tempo em que exercem seu cargo como representantes do povo e sem ganhar muito por isso, afinal assim deveria ser.
  Seria interessante também uma política tributária menos burocrática e abusiva, afinal ser um dos países com impostos mais altos e com os piores retornos é algo inexplicável, afinal com o valor de nossos impostos deveríamos ter um dos melhores sistemas educacionais públicos do mundo, uma saúde digna e eficiente, bem como estradas e vias urbanas completamente impecáveis e claro um transporte público eficiente, moderno e confortável, não intendo muito de política e economia, mas pela noção que adquiri com o tempo não ficam dúvidas de que tudo neste país, sim eu amo minha pátria apesar dos problemas, o brasileiro não conhece a força que tem, somos um povo carismático,alegre, batalhador, sim devemos receber bem os estrangeiros, temos o dever de mostrar nosso lado bom e nossa triste realidade, afinal eles não são culpados pelas obras inacabadas, superfaturadas e em alguns casos inúteis após o mundial. A luta não terminou, temos eleições em outubro e essa é a hora do protesto silencioso, não reeleger ninguém, escolher bem os candidatos, cobrar as promessas e por que não propor ideias durante a gestão, mesmo que via e-mail, não vamos esquecer nosso lado cidadão, somos nós quem escolhemos nossos representantes e não vamos escolher pela emoção, vamos mudar nosso país, não precisamos ser uma grande potência mundial, queremos apenas viver bem e ter uma real democracia onde o voto não seja obrigatório, onde programas sociais sejam apenas programas sociais e não uma forma de coronelismo moderno, vamos pra frente Brasil, que sejamos hexa, sem esquecer da ânsia de sermos vencedores na busca por um país. 

Comentários

Postagens mais visitadas