Três pontos

  O blog segue sem nome, mas é um recomeço, a vida em muitas ocasiões é cíclica. Ciclos não se resumem a meras repetições, não existem repetições no mundo real, retornar a um local, tentar viver novamente uma experiência, o resultado final embora possa ser próximo guardará apenas pequenas semelhanças com o que já foi vivido.
  Não devemos nos apegar ao passado, nem mesmo idealizar um futuro, a vida apenas acontece e aproveita-lá não requer muitos esforços, basta permitir que as coisas aconteçam, se reunir com boas companhias sempre que possível, criar vínculos com pessoas que realmente façam um simples café atoa tornar-se um momento de prazer, ter conversas malucas, fugir do convencional, afinal as coisas que passam por nossas vidas não são convencionais, tudo ao acaso, do cinzento ao colorido, cada amanhecer trás uma nova pintura da realidade, cada pintura uma nova visão de mundo, somos seres em constante modificação para nos prendermos a ideias e ideais, tudo muda, a estagnação leva ao pensamento ultrapassado, a falta de conexão com o mundo em constante evolução.
  São palavras, apenas palavras, talvez até desconexas em certos pontos, mas marcam a retomada deste blog sem nome, um blog para ser construído como a vida, em seus momentos de loucura, retomando boas lembranças, fazendo crônicas do cotidiano, muitas vezes sobre situações que poucos enxergam, observação, curiosidade, divagações em meio a um cotidiano extremamente focado, enfim, por hora três pontos nomeiam este ambiente.

Comentários

Postagens mais visitadas