Que venha 2017

  Assim como o final de um espetáculo, o fechar das cortinas está próximo para 2016, um ano permeado de tragédias. Envolto em turbulentas crises, para muitos é um ano a ser esquecido, mas são os anos ruins que nos fortalecem e renovam não apenas nossas esperanças, ensinam a ter paciência e enfrentar nossos desafios, não funciona para todos, alguns preferem jogar a toalha, mas faz parte da seleção natural de momentos ruins.
  Nestes últimos dias de 2016 reflita sobre os aprendizados, conquistas e bons momentos, irá ficar surpreso com as coisas boas e com as consequências de tudo que aconteceu de ruim. Reclamar, ficar chateado com resultados aquém dos planejados não recupera o que foi perdido, lamentar e ficar preso ao “se tudo tivesse sido melhor”, não melhora os resultados, apenas acaba com a motivação futura.

  Por mais que cético que alguém possa ser, a virada de ano não transforma a realidade, mas o alvorecer de um novo ciclo é motivador, uma folha em branco para colocar em prática novas ideias, enfrentar desafios com maior vigor e construir um ano melhor do que o anterior. Devemos acreditar que 2017 será um ano melhor, não por expectativa de que a data traga algo melhor, mas por acreditar que o ano que se aproxima do fim, apesar de ruim, tenha fortalecido todos para a construção de novas conquistas.

Comentários

Postagens mais visitadas